um poema diferente – Mário De Andrade

O povo das Ilhas quer um poema diferente

para o povo das Ilhas:

Um poema com seiva nascendo no coração da ORIGEM

Um poema com batuque e tchabéta e badias de Santa Catarina

Um poema com saracoteio d’ancas e gargalhadas de marfim!

O povo das Ilhas quer um poema diferente

para o povo das Ilhas:

Um poema sem homens que percam a graça do mar

E a fantasia dos pontos cardeais!

Advertisements

omi di terra

omi di terra  

omi di terra

ka tem dsconse

omi di terra

tá bá pá mar,

omi di terra

ka tem poial

suá, lava…

torna sua – trabaja!

Margoz na boca,

Sima él e,  kel suor ta vira pó

e pó ka ta sinta,

pamodi ventu ta leva
,

vento ta leva.

Na terra ka ta fka.

Cond’um bá

ta fka pá trás…

é pó di nhas kumversa.

                                    Céza